Anne e Christopher Ellinger

A herança de meio milhão de dólares que nós doamos nos meados dos anos 80 acabou sendo surpreendentemente um bom investimento: Esse dinheiro tem ajudado a desencadear doações de mais de 200 bilhões de dólares para caridade. Claro que foi mais do que apenas dinheiro.

Nós éramos jovens ativistas comunitários morando com 6 mil dólares ao ano, em uma área pobre da Filadélfia, quando a avó do Chistopher faleceu e nos deixou, inesperadamente, uma herança.

Nós ficamos chocados. Emocionados e também confusos a respeito da maneira como iríamos usar aquele dinheiro, dada a nossa profunda preocupação com o estado das coisas, de injustiças horríveis até o agravamento dos problemas ambientais. Uma coisa estava clara: o dinheiro herdado era minúsculo comparado às necessidades do mundo.

Foi quando pensamos: “e se ao invés de simplesmente doar para qualquer lugar (nós pessoalmente não precisávamos), nós usássemos nosso dinheiro e energia para ajudar as pessoas a doarem para outros também?” Se uma quantidade de pessoas, de todas as classes sociais, estivessem dispostas a contribuir a maior parte de seu tempo, seus talentos e seu dinheiro, seria possível fazer uma diferença relevante? 

Essa era nossa maior esperança. 

Nós aderimos ao termo “ organização de doadores” para explicar aos nossos colegas ativistas de justiça social por que nós estavamos tentando capacitar outros herdeiros. “Não estamos captando recursos”, nós explicávamos. “ é apenas uma organização com outra identidade, composta de pessoas que têm altos recursos financeiros”.

Nossos colegas indagavam, “ As pessoas ricas já não são suficientemente influentes? E nós retrucavamos, “ Não a maioria que nós conhecemos. Muitas se sentem isoladas e sem esperanças de fazer um mundo melhor. Se elas se sentissem mais influentes, elas estariam fazendo muito mais.”

Além de aumentar a doação dos outros, nós também queríamos doar muito, porém de forma eficiente. Sendo um cara cuidadoso, Christopher decidiu primeiro aprender pelos erros dos outros. Ele solicitou uma entrevista com mais de 40 pessoas que doaram uma grande quantia para apoiar causas em que acreditavam. Incrivelmente, nenhuma delas havia se arrependido. (Você pode ler as histórias dos doadores em nosso livro “Nós doamos uma fortuna” –We Gave Away A Fortune-)

Nós contratamos um planejador para nos ajudar a fazer um plano de finanças para a vida toda, e ver como, dada a nossa receita e estilo de vida, os 250 mil dólares da vovó seriam mais do que suficientes para as nossas necessidades.

À medida que nos tornamos mais confiantes em administrar as finanças, nós rapidamente transferimos o dinheiro para um fundo de investimento em responsabilidade social.

Com todo o peso das decisões nas costas de Christopher, ele criou coragem para contar ao seu avô ,conservador, sobre nossos planos desejos: “ Vovô, nós realmente já temos o suficiente. Nos deixaria mais do que satisfeitos doar esse dinheiro ao invés de recebê-lo pessoalmente.”

Para nossa surpresa, em um ato de extrema confiança, o vovô mudou o seu testamento um dia antes de falecer. O dinheiro que ele nos deixou, a segunda herança, foi diretamente para “The Chutzpah Fund” uma conta aconselhada para doadores que nós montamos em uma fundação comunitária.

Éramos nós dois, decidindo juntos, com a ajuda de alguns colegas que respeitamos. Então tivemos a alegria de fundar três áreas que julgamos vitais: Organização de doadores, artes para mudança social e um treinamento internacional contra a violência.

Nós usamos o dinheiro final para contratar uma equipe e começar a organização social More than Money, a qual, com o seu jornal trimestral, treinamento e conferências, se tornou o trabalho de nossas vidas durante doze anos. 

Bolder Giving, com o seu site com mais de 100 histórias de doadores escandalosamente generosos, evoluiu a partir desse trabalho.

Em 2010, nós ficamos surpresos em saber que nossas histórias do Bolder Giving ajudaram a inspirar os bilionários de Giving Pledge.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s